INFORMATIVO

 

ACORDA BRASIL!

Como eu já tinha dito a alguns dias atrás, assim que fosse arquivada a 2a denúncia contra o presidente TEMER e outros membros do seu Governo, ele iria vir com os pacotes de maldades contra os servidores públicos deste País. Não fomos nós os responsáveis pelos rombos e déficits orçamentários e sim o mar de lama da corrupção, sonegação fiscal, criação de fundo partidário para financiamento público de campanha, anistia e refinanciamento de dívidas, não execução fiscal das empresas devedoras da previdência e concessão de benesses para que os políticos arquivassem as denúncias formuladas pela Procuradoria geral da República contra o seu governo, e sim o Presidente TEMER e o seu governo os principais culpados pela quebradeira do nosso Brasil. Então, nós servidores não podemos PAGAR O PATO SOZINHOS. Suspender os míseros reajustes salariais, previstos em nossa Constituição Federal e em lei, assinados pelo próprio governo com algumas categorias de servidores públicos, como também reajustar a alíquota da previdência para quem ganha acima de 5 mil reais, fere princípios básicos da isonomia e igualdade de tratamento, bem como o da IRREDUTIBILIDADE SALARIAL, previstos em nossa Constituição Federal, em razão da majoração da alíquota do PSS de 11% para 14%. Então chegou a hora de todas as categorias de servidores públicos prejudicados com as edições das medidas provisórias do governo federal, se articularem e criarem os FÓRUNS NACIONAIS E ESTADUAIS DOS SERVIDORES PÚBLICOS PREJUDICADOS para, de forma uniforme, adotarem estratégias e medidas visando mobilizações, manifestações e paralisações, inclusive para fazerem um levantamento de quem assinou o acordo salarial com o governo nos ultimos 3 anos, para sabermos quem foi prejudicado ou NÃO, a fim de elaborarmos um documento em conjunto visando mostrarmos aos deputados federais e senadores de todo o País, o tratamento desigual e discriminatório do governo contra os servidores, principalmente os que combatem a CORRUPÇÃO e, ainda, devemos procurar bancas renomadas de advogados que militam nas áreas de direito constitucional, administrativos e direitos dos servidores, para ingresso URGENTE, de ações judiciais em nível de Brasília e em todos os estados federativos, demonstrando que o governo federal está ferindo princípios constitucionais da isonomia, igualdade e irredutibilidade de vencimentos, sem falar na obrigatoriedade constitucional do governo federal enviar ao Congresso Nacional projeto de lei que vise recompor as perdas salariais anuais previstas em nossa Carta Cidadã. Servidores prejudicados venham lutar pelos seus direitos, não podemos PAGAR O PATO SOZINHOS pela leniencia de um governo que não faz nada para combater a sonegação e a CORRUPÇÃO.

SILVIO REIS SANTIAGO
PRESIDENTE DO SINPEF/PB