REUNIÃO COM OS DIRIGENTES DO SINDICATO DA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL – SINPRF/PB

 

No período da tarde de hoje (14.11.2017), o Presidente SILVIO, do SINPEF/PB, juntamente com o Presidente DANTAS, SINPRF/PB e os colegas WILLIAMS, Presidente licenciado da ANSEF/PB e GUILHERME DELGADO, Representante Sindical em Patos/PB, estivemos reunidos com o deputado federal EFRAIM FILHO – DEM/PB e líder do partido DEMOCRATA na Câmara dos Deputados. Durante a reunião tratamos da reforma da previdência, adicional de fronteiras e de difícil fixação e MP 805/2017. Em relação a reforma da previdência, o deputado federal EFRAIM FILHO disse da dificuldade do governo aprova-la, mas que o governo federal vai tentar, pelo menos, aprovar a questão da idade mínima. Nós questionamos o deputado que várias categorias ficaram de fora da reforma, tais como: militares, policiais civis, bombeiros militares, forças armadas, etc, e que não era justo dos servidores ligados à segurança pública, somente os policiais federais e rodoviários federais terem acabado com a aposentadoria especial. O deputado EFRAIM FILHO disse que não achava justo um servidor se aposentar com 52 anos de idade, por isso, que ele defende uma transição de 50%, ou seja, se o servidor faltar 10 anos para completar o tempo para se aposentar, cumpriria 5 anos, mas que durante a votação em plenário da reforma da previdência poderá ser apresentada uma emenda de plenário para excluir os policiais federais e rodoviários federais, já que outras categorias foram excluídas. Em relação ao adicional de fronteiras e de difícil provimento ele disse que o governo tem que definir critérios objetivos, pois não achava justo incluir uma certa cidade e deixar a cidade de Patos/PB de fora. Nesta oportunidade, o deputado federal EFRAIM FILHO ligou para a sua assessoria em Brasília e pediu para agendar uma reunião com o Ministro do Planejamento DYOGO NOGUEIRA, para conversar com o Ministro e ver se inclui a Cidade de Patos/PB, na relação das cidades contempladas com o adicional de difícil provimento. Em relação a MP 805/2017, o deputado federal EFRAIM FILHO disse da dificuldade do governo aprova-la, pois a comissão especial ainda não foi formada e que ele já está na comissão para tentar ajudar as categorias dos servidores que estão prejudicadas nesta medida provisória. Ao final, o deputado federal EFRAIM FILHO se colocou à disposição dos referidos dirigentes para ajudar no que for preciso para que os servidores não sejam prejudicados.

SILVIO REIS SANTIAGO

PRESIDENTE DO SINPEF/PB