UNIPÊ promove mesa redonda para tratar de Criminologia e Investigação Policial.

ESPAÇO CULTURAL UNIPESinto-me honrado pelo convite para compor mesa-redonda para discutir temas relevantes para a sociedade juntamente com os ilustres professores Mercês Muribeca e Rômulo Palitot. Com grande lucidez foram abordados temas referentes a Criminologia pela Dra. Mercês, principalmente ao que se refere a crimes praticados por pessoas com transtorno mental, destacando a necessidade de conhecer bem a motivação e o método utilizado pelo criminoso. Destaquei a importância de uma boa investigação realizada pela Polícia que hoje conta com profissionais dos mais variados ramos do conhecimento, dentre eles o Psicólogo, profissional de grande importância na leitura dos sinais deixados pelos criminosos no local do delito, identificando seu modus operandi e assinatura. Em breve relato, abordei a importância do Agente de Polícia, que se inicia com a preservação do local de crime, pela identificação de testemunhas; pela análise do trabalho feito pelos peritos e Papiloscopistas que elaboram o retrato falado, pela realização de entrevistas com vítimas, testemunhas e informantes, utilizando para isso, várias técnicas operacionais, dentre elas: análise de interceptações de comunicações; vigilância; infiltração, principalmente nos crimes de pedofilia praticados pela internet; etc.  O público, formado por alunos e professores, considerou de grande importância a qualificação dos policiais na investigação desse tipo de delito, tanto na sua formação quanto no aperfeiçoamento.